domingo, 16 de outubro de 2011

Diretores - Parte 1 - Hayao Miyasaki

Irei fazer alguns posts (sem um dia específico para lançamento) sobre diretores de diversas nacionalidades, incluindo daqueles que você bate o olho e se lembra do cara, como também daqueles que você não fazia a mínima ideia de quem era, mas, ele fez aquele filme que mexeu contigo e também daqueles que você pode odiar e que mesmo assim irei colocar aqui, afinal tem gente que gosta da criatura...


Para iniciar, trouxe um diretor que descobri recentemente graças ao pessoal do Cinema com Rapadura (confiram o link do podcast que eles fizeram somente sobre as obras deste senhor) e que me fizeram ir atrás do estilo. Estou falando de ninguém menos que Hayao Miyasaki.

Muitos podem dizer: "QUEM?!?". Porém, meu objetivo é apresentar aquele considerado um dos maiores diretores de animação que já existiu aos meus caros leitores. Nascido em 5 de Janeiro de 1941 (em plena Segunda Grande Guerra), considerado o "Walt Disney Japonês" e fundador do estúdio Ghibli, este homem é um poço de sabedoria, que sempre traz plots que nos embarcam no seu mundo, pesonagens fortes (sendo a grande parte de suas protagonistas femininas) e um traço de desenho que incrivelmente não envelhece. Tornando esse homem amado pelos críticos do mundo, assim como pelo povo nipônico.

Associado a Walt Disney Company, que sempre procura trazer os melhores neste ramo para debaixo de suas asas, o seu estúdio produziu trabalhos fantásticos e que possuem dificuldade de chegarem ao grande público (um compromisso que a Disney tomou para si. Apresentar ao Ocidente tais obras). A mais conhecida é a "Viagem de Chiriro", vencedor do Oscar de 2003 de melhor animação e do Urso de Ouro em Berlim. Traz uma trama simples e encatadora da menina Chiriro que deve salvar seus pais, aprendendo a superar o seu "eu mimado" e temores.

Além da obra já mencionada, me aproximei deste autor com "Nausicaä do Vale do Vento", uma obra de 1984 e que, sinceramente, tenho certeza ter servido de inspiração para James Cameron em seu "Avatar" (assim como o Siqueira do CCR disse). Traz a história da Princesa Nausicaä, amada pelos aldeões do seu vilarejo e que vive em um mundo onde as florestas são tóxicas e os homens em guerra eterna. Obviamente, irão pertubar a paz do condado puro em que ela vive e esta terá que provar aos homens como eles estão errados em suas ambições. Um filme que nos deixa fascinado do começo ao fim.

Outro longa animado é "Meu Vizinho Totoro", que traz uma trama bem mais leve do que a anterior, de duas irmãzinhas que se mudam com o pai para uma cidade do interior do Japão, pois sua mãe está doente. Lá elas conhecem Totoro (símbolo dos estúdios Ghibli) e participam de diversas aventuras e problemas com ele. Um filme para se ver com toda família e do qual dei boas gargalhadas.

Farei mais sobre outros diretores e espero que tenham gostado dá dica um pouco... "excêntrica" para começar? Desejo que alguns realmente procurem tais obras de Miyasaki e venham comentar depois se gostaram ou não.

4 comentários:

Jups Akemi disse...

Podem falar o que quiserem, eu CHOREI vendo A Viagem de Chiriro kkk'
Visita lá? http://www.missjups.blogspot.com

Lins disse...

Muito boa Victor.
Gostei mesmo, cara. =D

Anônimo disse...

Incrível! Era disso que eu tava falando, pô!
Finalmente algo diferente!
Vou concordar com o Lins, tá mt boa!
Pode deixar que próxima crítica eu mando pro e-mail. shaushhsasah

Ann Gominho disse...

Eu amo anime!! E adorei "A viagem de Chiriro"!! ^^

Beijos
Ann .:. anngominho.blogspot.com

Postar um comentário