terça-feira, 25 de outubro de 2011

Vale relembrar: Clube da Luta.

Ainda estou meio deslumbrado... O sr. Fincher conseguiu realmente fazer um clássico. Feito em 1999, o filme traz uma mensagem ainda mais forte 12 anos após seu lançamento e estou escrevendo isso após ter visto pela primeira vez.

Serei obrigado a quebrar as duas primeiras regras do Clube da Luta neste post: 
1°- Não fale sobre o Clube da luta e 
2°- NÃO FALE SOBRE O CLUBE DA LUTA.

O filme vai muito além do que mera pancadaria... Para falar a verdade, o que menos importa é a pancadaria... Este longa consegue nos fazer refletir e repensar se realmente somos felizes e se realmente precisamos dessa sociedade de consumo maluca em que vivemos. 


Nossos ideais estão corretos? Realmente sou feliz no que faço? Realmente preciso da aceitação da sociedade? Estas são algumas perguntas que o protagonista (Edward Norton) se faz e que iremos vê-lo aprender a redescobrir o seu verdadeiro eu, o que ele sempre quis ser ao conhecer o personagem Tyler (Brad Pitt). Percebemos que o meio pelo qual este descobriu-se foi pelo "Clube da Luta", que vai muito além dos vários homens em um espaço e gritando quando dois estão se pegando na pancada (caramba... eu descrevendo ficou meio estranho...), o filme retrata a tentativa de libertar o que você realmente quer para sua vida e o Clube permite que seus medos e receios acabem.

Além do teor principal, o filme consegue lhe mostrar que sua pessoa não é tão diferente da de Norton no filme...Consegue lhe ligar ao protagonista e demonstrar o quão difícil é se desapegar de coisas que "você possui mas que acabam por te possuir". Uma verdadeira "voadora" em nosso modo de ver o mundo.

video

Uma parada obrigatória para quem realmente gosta de cinema de boa qualidade.

5 comentários:

Rafael Fontenele disse...

um dos melhores filmes que ja assisti na minha vidaaaa!!!

Ann Gominho disse...

Adorooo esse filme!!! Muitooo bom!! ;D

Beijos
Ann .:. anngominho.blogspot.com

Allan Sobreira disse...

Esse foi, durante muito tempo, o filme que eu elegi como o melhor que eu já vi.
Muuito bom!

Renato Rios disse...

Vi esse filme no cinema e piro cada vez que o assisto (ainda que a versão em DVD que disponibilizaram para compra tenha a pior legenda pt-br que já vi!).
Depois de ver o filme, fui fuçar nas internerds da época, quando nem o Google existia - sou velho pqp! - e fiquei triste bagarai por saber que esse livro era ultra raro.
Só alguns anos depois consegui lê-lo em inglês.
Enfim, filme/livro obrigatórios!

Renato Rios disse...

ah! Todo semestre na faculdade de Sociologia - UFC, eles exibem uma sessão desse filme (ou do clássico "Laranja Mecânica"), seguida de uma discussão sobre o filme e a sociedade em geral. É um programa legal

Postar um comentário