quinta-feira, 6 de outubro de 2011

O nome de uma lenda: Steve Jobs.


Um texto de Rafael Fontenele.
Steve Jobs não apenas fundou a Apple, como também inventou o iMac, iPod, iPad e inventou também um novo modo de ver o mundo, redescobriu em todos os seus 56 anos que tudo pode ficar melhor, que nada é impossível, que o amor a aquilo que se faz pode tonar até o trabalho mais difícil, mais duro, em algo prazeroso.
A cada palestra que Steve Jobs dava, a cada apresentação de novo projeto ou novo produto, o brilho nos olhos de quem o assistia, de quem o seguia, de quem trabalhava com/para ele resplandecia de expectativas, de inovações, de curiosidade de saber como ele pensava tão longe da realidade da época.
Poucos conseguem ter tanta influência global como Jobs teve, não só pela Apple ou Pixar Animation Studios, não só por inventar e reinventar o que conhecemos como computador, mas pelos seus discursos, entrevistas e palestras que conseguem inspirar jovens e adultos, palavras de sabedoria, comentários as vezes ambíguos  as vezes hilários e muitas vezes dramáticos, mas acima de tudo inspiradores.


Muitos gostam das frases de Bob Marley, outros das frases dos Super-heróis de quadrinhos. Muitos veneram um cantor/cantora, um ator/atriz, um jogador/jogadora, ou apenas pessoas que aparecem em revistas adultas, estrelas essas que nem sequer o conhecem, mas o inspiram com sua história de vida. Muitas pessoas olham para o passado e se fortalecem, alguns não vivem a própria vida. Steve Jobs em cada erro, cada tropeço e vacilo se fortalecia, passou por doenças digamos que "terminais", e por mais fraco que estivesse, tinha sempre uma "aparência erguida", pois na vida já havia realizado inúmeras conquistas e dentre elas a mais importante e mais valiosa que nessa vida pode-se conquistar: a família.
São nessas palavras meus caros blogueiros e colegas, que deixo a vocês minha mensagem e minha opinião da pessoa que foi Steve Paul Jobs. É nessa postagem que faço minha homenagem, e também do Curioso Inovador, a esse grande homem. Arisco a dizer, juntamente com muitos outros imortalizados, que a história de Jobs apenas começou...

4 comentários:

Caçadora de Livros disse...

O mundo perdeu um gênio!
Mas ele está em um lugar melhor!
abs

Beatriz Gosmin disse...

Muito bom o post!
Esse cara realmente foi um gênio e ainda será lembrado como um por muitos e muitos anos!


Bia | Blog Livros e Atitudes

Kel Costa disse...

Se foi, mas deixou uma herança enorme para todos nós. Foi um gênio, sem dúvidas.

Resta-nos torcer para que mentes brilhantes como essa surjam mais frequentemente.

Bjs,
Kel
www.itcultura.com

Kel Costa disse...

Ah Lins, vi seu comentário lá no IC e queria dizer que estou muiiiito feliz por ter conseguido a publicação! Espero poder estar lendo em breve sua história, parabéns!

Bjs,
Kel
www.itcultura.com

Postar um comentário