terça-feira, 1 de novembro de 2011

Feliz Halloween! - Promoção Relâmpago


Feliz Halloween, atrasado, mas tudo bem.Vocês sabem como é segunda feira, né?Super corrido, então deixei esse supeer post para hoje.
Quem é que não ama Halloween? Fantasias, Festas,Filmes de terror. Muito legal, né? Pena que não é um costume do nosso país, mesmo com toda a influência dos EUA. Quem nunca quis ser uma daquelas criancinhas dos filmes que , vestidas de monstros, falam na porta do vizinho "doces ou travessuras?" esse sempre foi meu sonho,desculpa :/
Mas, mesmo com toda essa magia que envolve o Halloween, muitas pessoas não sabem de onde vem esse ritual. Então eu fui pesquisar!
O nome Halloween vem da palavra Hallowinas, que era o nome dado às guardiãs do saber oculto na Escandinávia. As histórias sobre o Halloween vem dos Celtas. O que é mais interessante, pois eles tem uma cultura incrível, como vocês devem ter conferido naquele post sobre mitologia celta que eu fiz ;) Mas por que dia 31 de Outubro? Porque marca o fim do verão e o início do ano novo deles. E como Halloween é cheio de lendas e superstições, a lenda que deu origem à essa data comemorativa dizia que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam para procurar corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano. Essa era a única chance de vida após a morte que eles acreditavam. Os celtas eram fantásticos, eles acreditavam em todas as leis de tempo e espaço, o que tornava possível que o mundo dos vivos se misturassem com o mundo dos mortos. Aí, como os vivos não queriam ser possuídos, eles apagavam as tochas de suas casas para que elas se tornassem inóspitas para as almas, se vestiam com fantasias horrendas e saíam nas ruas escuras fazendo muito barulho para assustar as almas que estivessem à procura de alguém pra possuir.
Essa é a história original. Claro que foram sendo adicionadas e adaptadas histórias e símbolos de outras partes do mundo. Como por exemplo, O por que das crianças saírem de casa em casa para pedir "Doces ou Travessuras?".
Essa brincadeira é originária de alguns países Europeus do século IX chamada de "souling". No dia 02 de Novembro, as pessoas iam de vila em vila pedir "soul cakes", uma espécie de pão com groselha. E para cada bolinho que ganhassem, eles oravam para um parente morto da família do doador.



Ou então, De onde vem a simbologia da Abóbora com o Halloween?
Essa simbologia tem origem no Folclore Irlandês e conta a história do Jack da Lanterna. Ele era um fanfarrão, isso sim. hehe Vivia "morto" de bêbado pelos cantos e curiosamente em um 31 de outubro ele morreu. Aí, adivinhem, o diabo foi buscar ele. Só que ele era muito esperto e trapaceou o diabo duas vezes para poder continuar vivo. Só que, quando ele morreu de novo, nem o diabo aceitou ele, com raiva de ter sido trapaceado. Então, o que restou à ele foi viver vagando pelo limbo, em forma de brasa. E à procura de onde ficar, ele encontrou um nabo. E os nabos, no Halloween da Irlanda antiga, eram usados como lanternas de Jack. Só que, quando os Irlandeses fugiram para a América, viram que lá era mais abundante de Abóboras do que de nabos, então por isso passaram à usar as Abóboras como lanternas de Jack.

E as bruxas?? Elas tem um papel importantíssimo no Halloween. A maioria das superstições vem da crença de sua existência. Não é atoa que em português chamamos Halloween de Dia das Bruxas. Segundo várias lendas, as bruxas se reuniam 2 vezes ao ano e uma dessas vezes era exatamente no dia 31 de Outubro. E eram nesses dias em que elas se soltavam. Andavam por aí nas suas vassouras, jogavam feitiços em todo mundo, se transformavam em animais e faziam festas chefiadas pelo próprio Diabo. Que medo! E o que intensificou a participação delas nessa data foram as histórias contadas pelos índios norte-americanos e as práticas de magia negra trazidas pelos escravos africanos.


Enfim, seja como for, o Halloween não deixa de ser interessante pois ele é envolto de mistério e fantasia, e meche com a nossa imaginação. Quem nunca vivenciou algo bizarro no dia ou próximo ao dia do Halloween? Quem nunca acreditou ou ouviu falar em alguma superstição? Então, deixe um comentário relatando suas experiencias com o sobrenatural.O autor da melhor resposta levará para casa um kit de Halloween do Curioso Inovador!


Mas Corram porque a promoção será válida somente até dia 04 de Novembro!
Não esqueçam de deixar o e-mail ou o twitter para podermos entrar em contato. 

16 comentários:

Caçadora de Livros disse...

O dia das bruxas é o dia em que as barreiras do mundo físico e espiritual estão mais fracas, tanto que em todo dia das bruxas você pode sentir vibrações, sonhar com parentes que já se foram e rezar muito para não ter o desprazer de encontrar algo ruim pelo caminho...

Caçadora de Livros disse...

Quase ia me esquecendo...
Quem é sensitivo sofre ^^

@c_delivros

Samantha M. disse...

Uma experiência sobrenatural?
Tenho várias!!
Lembro de uma que nem é tão sobrenatural assim, mas que foi bastante engraçada! Eu estava no primeiro ano e era dia de receber uma nota que eu temia muito... e todas as minhas amigas sabiam que eu não tinha ido assim tão bem na prova, então elas também ficaram apreencivas por mim.
Mas assim que o professor entrou na sala eu falei assim para minhas amigas: Gente, hoje é halloween! As bruxas e as forças do universo me ajudarão nessa!
O resultado? Eu ganhei um trilhão de pontos de participação e entrega de atividades! Acabei tirando um 9,0 na nota da prova! Até hoje eu acredito na força do sobrenatural e halloween!!

samimlee@gmail.com

Samantha Monteiro
Word in My Bag

Suellen disse...

Vamos lá... Aconteceu nesse período da faculdade desde que voltamos as aulas e ficamos em uma sala que não era a nossa coisas acontecem como todo mundo ficar doente, as vezes brigamos entre si e coisas estranhas. A minha coordenadora toda vez que vai lá se sente mal diz que ali tem energias negativas fortes. Daqui a pouco o povo acha que é coisa de outro mundo. Mas seja o que for que está acontecendo a cada período o pessoal se torna mais distantes e doente.

Ui!

@Suellensotero

Sorte a todos!

WebTeen disse...

Bom, não tenho muitas histórias com isso, mas me lembro de estar assistindo Todo Mundo em Panico 3, e eu sou muuito medrosa, por qualquer besteira haha. Na hora que tocou o telefone lá para avisar que em sete dias a pessoa iria morrer, o telefone de casa tocou. Imagina o meu grito KKKKK
e outra história, foi um dia.. dia 13, super coincidência não? Voltando da casa da minha avó ( a pé) e é na roça, para chegar no ponto de ônibus, e tem uma serralheria abandonada, super macabra. E passado por lá como meu primo, ouvimos uma risada super horrível de uma velha vindo lá de dentro, nunca corri tanto na minha vida.
Beijos!
@Web_Teen_
tainawandermurem@hotmail.com
:**

R. S. Pereira disse...

Ah, tipo, uma experiencia sobrenatural? Creio que vcs não levam em conta estar cara a cara com a Evelyn da minha sala não é? (Vai por mim, aquilo sim é assombração!)... Mais tipo, não tenho muita sorte com espelhos! Na segunda, fui por meu barbeador no armarinho, e sem querer meti o braço no interruptor... A luz se apagou! Tipo, caguei no mesmo instante. Fiquei com medo de acender a luz e ver algo, meio fora dos padrões normais! Dito e feito, acendi a luz, e me vi! Rsrs'

Mais sem brincadeira, não rolou no dia das bruxas mais, teve um dia, que jurei que havia alguém bem do meu lado, enquanto eu dormia, dizendo algo muito estranho, do tipo: "Eu se fosse você, não abriria seus olhos!" dai alguém la´no fundo gritou mandando eu ficar parado! Juro foi horripilante, eu suava frio demais, parecia que a pessoa do meu lado estava rezando algo diferente... Foi muito ruim, passei muito medo no dia seguinte!!!

Meu e-mail: rafazildoefron21@bol.com.br

Meu Twitter: @FuturoVJdaMTV

Blog: http://zaakarcom.blogspot.com/

V.A.Magalhães disse...

Não estou participando, pois faço parte do blog, mas quero compartilhar minha história!

Estava eu no acampamento do meu antigo colégio (lins, se não me engano, tbm estava comigo) e nós estavámos voltando da "brincadeira noturna", onde os professores se vestiam de monstros e tínhamos de fazer várias provas em uma área que abrangia todo o campus. Então, quando voltávamos de um monte de sustos e animados da paradinha lá, subimos ao segundo andar do predio onde era nosso quarto e vimos um rastro de sangue, indo em direção ao banheiro... Galera... A gente trancou!

Agora imaginem... Nós haviamos voltado pq não queriamos fazer a ceia antes de dormir (tava longa a fila...) e entramos num predio vazio (hipoteticamente...) e encontramos um rastro desse... Achamos q fosse a loira do banheiro ou sei lá. E a coragem para ir ver o q era... 4 marmanjos "vai mah", "nem vai tu bichão...". Fomos juntos.

Ao adentrar o banheiro, seguindo o rastro, ele estava indo em direção aos fundos (era gigante sabe...), então quando olhamos pela parede tinha... UM MOLEQUE Q HAVIA CORTADO O DEDÃO!!!

Como eu ri e senti vergonha depois dessa hhehehehhe fica aí minha experiência gabi. Bjs

Lins disse...

Ao exemplo do V.A, vou fazer a mesma coisa.
*Não estamos participando da promoção, pois pertencemos a equipe do blog* =D


Era uma noite temivelmente macabra, onde os galhos vibravam nas janelas de casa, casa aliás que tinha todas as luzes apagadas e desguarnecidas de qualquer brilho.
Assistíamos, eu e um grupo de amigos, contatos de quarto grau. AS cenas vacilavam umas entre as outras, cada vez mais intensas, até o ponto de todos nós estarmos tremendo na base.
E foi exatamente aí que o telefone tocou.
Os mais pavorosos gritos ecoaram por aquela casa, vindos de nós, é claro. Creio que acordamos uma vizinhança inteira aquela noite.
Ninguém conseguiu dormir, principalmente depois que a mãe de um dos meus amigos entrou com um lençol na cabeça para nos assustar, é, deu certo.

Cesar Costa disse...

Àquela hora da noite as crianças já haviam se deitado, era de se esperar que estivessem dormindo, a mãe foi até o quarto ter certeza, aproveitou para fechar a janela que ainda estava aberta. O garoto gostava de deixar assim antes de dormir, apreciava o vento frio da noite entrando no quarto, gostava de ficar vendo o modo como ele levantava as cortinas e através delas o céu noturno até que o sono viesse sem avisar e no dia seguinte ele não se lembrasse, realmente, o momento em que havia dormido. O irmão compartilhava a beliche, ficando com a cama de cima, era o irmão mais velho afinal. No outro canto do quarto ficava um berço, sua irmãzinha a muito dormirá, pelas grades podia vê-la, imóvel enrolada sob os lençóis. Um ventilador no canto do quarto era o único som que se ouvia. Aquele vento artificial em nada se comparava ao doce ar frio da noite, assim pensava o garoto. Tendo de se conformar, o jeito era esperar até que o sono realmente viesse. E veio. Mas não durou muito, ou pelo menos ele imaginou, não fazia ideia realmente de quanto tempo havia se passado. Aos pouco ia abrindo os olhos e deixando-os se acostumar a pouca iluminação. Olhou em volta e em direção ao berço, piscou uma, duas vezes, mas a imagem não sumiu. Em um instante ele já estava totalmente desperto, o medo o petrificara. Uma silhueta, aparentemente alta demais e esguia de mais, notável mesmo na pose em que permanecia, encontrava-se agachada frente ao berço. Ele queria gritar, mas aparentemente havia se esquecido de como fazer isso naquele momento, no entanto talvez tenha emitido algum som, pois a criatura virou-se, observando-o. Não era possível distinguir qualquer traço naquele rosto. Com um movimento rápido e pouco natural o ser havia rapidamente chegado a porta do quarto, congelando e sumindo lentamente em seguida.
Tudo não havia durado mais que alguns poucos segundos. Os olhos do garoto permaneciam arregalados na direção onde o homem havia sumido. O medo o tomará completamente, a partir daquele momento, só havia um refugio, um lugar para o qual correr. Conhecido, seguro, confiável, uma fortaleza impenetrável, onde não importa o que fosse, nada poderia pega-lo. Desde que estivesse naquele lugar, tudo ficaria bem.
Até hoje, nada conseguiu me pegar em baixo do lençol! ^^’

Lins disse...

Oi, César.
Muito boa a sua história... Mas você não deixou e-mail para contato ou o seu twitter...
Se quiser pode anexá-los em outro comentário, dizendo que se refere a este. =D

Cesar Costa disse...

Ok!
Pensei que ficava quando mandava o comentário logado =/
caezar.jc@gmail.com

Cesar Costa disse...

ah... e mal ae os erros ^^'

Lins disse...

Fica tranquilo.
Boa sorte na promoção. =D

Anônimo disse...

oi,
bom eu sempre sentia uns arrepios que ia da nuca até a cabeça, mais na verdade era só a sensação não era um arrepio de verdade, ai um dia lendo um livro da Eddie Van Feu que falava de exorcismo, me deparei na seção de perguntas( na parte de trás do livro) onde uma menina perguntava sobre isso pra Eddie, então foi ai que eu descobri que conseguia sentir a presença de espíritos, e a Eddie também disse que com o tempo a gente consegue identificar os espíritos, algum tempo depois senti de novo os arrepios ai quando senti me veio a cabeça a imagem uma pessoa que eu conhecia que tinha morrido, e o arrepio sumia no mesmo momento. Até hoje sinto esse arrepios mas com menas frequência.

@daianedanielski

Kmila Zaoldyeck disse...

Minha experiência com o sobrenatural? Ah, bem, vai da pessoa né. Tem uns que não acham sobrenatural...

Em 2008, numa chuvosa noite, mais precisamente em 04 de fevereiro, eu ouvi um barulhão no meu telhado e corri lá pra ver. (tipo, só eu ouvi né ¬¬)

Eis que estirado no chão havia uma coisa (eu não sabia o que era oras!) de 1.90m, e cabelos brancos longuíssimos e lisos. Depois eu notei que era um homem.

Ele falava inglês.

Aí eu Falei: "Santa Mãe de Deus, é o Sephiroth!1!one!!!eleven!"

Então ele começou a falar minha língua: "Quem é Sephiroth?! Onde eu estou? O que é isso?!"

Aí eu falei que ele caiu do telhado e que estava numa roça do interiô di Minas. Concluí com:
"Quer tomar café? Mãe fez pão de queijo."

Ele aceitou, nós conversamos, eu descobri que ele era um mago-imortal de um lugar chamado Raython, eu tive certeza que iria pro Arkham Asylum, e aí vivemos feliz.

Hoje ele é colunista do meu blog, protagonista dos meus romances de high fantasy e brigamos o dia todo.


Ah, o nome dele é Phyreon.
E o meu, Camila.

Mais precisamente, Kmila Zaoldyeck do blog Blog Thunder's Empire

kmilawicked@hotmail.com
@kmila_zaoldyeck

Lins disse...

A promoção foi encerrada, nenhuma resposta postada após este comentário estará apta a ser analisada dentro da promoção.
Estaremos divulgando o resultado na próxima semana, agradecemos a todos que se dispuseram a participar.

Atenciosamente,
Equipe Curioso Inovador

Postar um comentário