quinta-feira, 24 de maio de 2012

De volta as prateleiras, um beste-seller.


Chuck Palahniuk terá seu best-seller de volta as prateleiras brasileiras neste mês com mais uma publicação audaciosa da editora LEYA! 
Para quem não conhece o autor, Chuck escreveu o famoso livro intitulado "Clube da Luta", o qual, inclusive, transformou-se em um filme (veja a postagem que o V.A fez a respeito aqui), e que também foi publicado no Brasil pela LEYA.
Em seu novo lançamento, Sobrevivente, o leitor é apresentado a Tender Branson, um fanático religioso que tem tudo para ter uma vida boa e até invejável, porém decide cometer suicídio e para isso sequestra um avião (voo 2039). Entretanto, é bom deixar claro que Tender não é um assassino; ele deixa os passageiros no caminho em troca de gim e paraquedas para o piloto. 
Com seu desejo insano de morrer sozinho, ele permite que o piloto saia do avião e o deixe ali, dando a Tender o tempo de exatas 7 horas para contar toda a sua história de vida antes que o combustível da aeronave acabe.
Sendo assim, a narrativa é delineada de forma a regressar no tempo para que melhor conhecemos o personagem.

A princípio acho que a narrativa carrega uma ideia notoriamente interessante que provavelmente conclua-se em uma narrativa circular. 
E então, o que acharam?

1 comentários:

Renato Rios disse...

Os textos do Palahniuk são excepcionais em qualquer formato, mas como nunca estamos felizes com o que temos, é triste ver que mesmo tendo um forte apelo comercial, passou-se tanto tempo até uma editora republicá-los no Brasil e aí, apesar do mérito da LEYA, fica também a tristeza por parecer não haver dentro dela uma preocupação com a qualidade do texto. Há vários erros de português grotescos e, por publicarem em uma escala maior do que o normal, a qualidade do papel por vezes deixa a desejar, assim como diversos erros gráficos aparecem, com páginas em branco e tudo mais...

O Livro é obrigatório mesmo assim, mas fica a dica: quando pegá-lo na livraria, folheie rapidamente para ver se não há páginas em branco ou impressas pela metade.

Postar um comentário