segunda-feira, 9 de julho de 2012

Peixe Grande e suas histórias maravilhosas


O que se esperar de um filme de Tim Burton? Magnífico?
Devido ao renome que é dado a esse diretor fabuloso, a pergunta acima chega a ser quase retórica. Um filme dirigido por Tim Burton não pode ganhar uma avaliação abaixo de excelente, magnífica ou fantástica, e é exatamente essa a minha visão em relação a mais esta produção dessa personalidade incrível. 
Peixe Grande e suas história maravilhosas é o tipo de filme recomendado para toda a família, trazendo reflexões grandiosas em seu desfecho.
O longa conta a história de Edward Bloom, um velho homem que sempre gostou de contar as histórias que enlaçaram os caminhos de sua vida, não deixando de adequar fantasias a cada ponto, sem perder a essência de todos os aspectos. Não há ninguém que não goste das fabulosas histórias de Edward Bloom, a não ser, o seu filho.


Cético e extremamente racional, ele taxa o pai de mentiroso e procura até o final do filme descobrir qual a verdadeira versão das histórias contadas.
O telespectador vai sendo conduzido sabiamente em cenas capciosas e surpreendentes que nos levam a um desfecho arrebatador. 
Gostei bastante do filme, de ter assistido a cenas de bruxas, gigantes, amores impossíveis e ambientes com exalavam mistério e fantasia. 
É, sem dúvidas um bom filme.
Como eu disse, a pergunta no inicio do post se torna retórica a nova produção de Burton. O mesmo pode-se dizer de As sombras da noite (filme que está atualmente em cartaz nos cinemas do país).

1 comentários:

Bruno Luiz Mattos disse...

Esse filme é muito bom, um dos melhores que já vi do gênero.

Postar um comentário