sábado, 27 de outubro de 2012

A Entidade


Para mim,  um grande fã de filmes de terror, torna-se inevitável tecer comentários a respeito de Sinister - traduzido para o Brasil como "A Entidade". 
É um filme com capacidade de prender o telespectador de tal maneira a fazê-lo compartilhar as mesmas emoções vividas pelos personagens da trama. Entretanto, há também os pontos negativos da trama.

A história gira em torno de Ellison, um escritor de livros de crimes reais. 
Durante toda a sua carreira que agora está praticamente chegando ao fundo do poço, ele mudou-se com a família para casas onde ocorreram crimes sem explicação policial no intuito de decifrá-los. Ciente de que, após sua nova mudança à uma estranha casa afastada da civilização, pode repetir o maior feito de sua carreira - publicar outro best-seller - que ocorreu há dez anos, ele aventura-se nos mistérios de uma morada que tem muitos segredos a guardar. 
E ao descobrir uma caixa de fitas filme Super8, no sótão, com uma série de cruéis assassinatos de todos os tipos, Elison percebe que suas noites de horror estão apenas no começo.


A trama se desenvolve muito bem de início, envolvendo o telespectador de maneira subta e apresentando imagens perturbadoras! O filme é muito bom em criar uma atmosfera de tensão e medo, principalmente dando destaques preciso às cenas que envolvem esses sentimentos. Isso se deve também a Criss Norr, que fez um brilhante trabalho de fotografia, tornando todo o ambiente da casa escuro, misterioso e convidativo ao suspense.


Porém, se a intenção era chocar a platéia, o filme soube fazer isso muito bem, mas de um modo negativo quando se aproxima de seu final. Toda a trama até poucos minutos do fim, consegue te prender, te assustar, te fazer imaginar tudo o que está por vir, no entanto, com o caminhar da narrativa, os elementos sobrenatrurais ultrapassaram uma linha que não deveria ser ultrapassada: a da explicação, trasnformando o desfecho em algo muito óbivio. Quando não existiu uma explicação impressionante para todo o enrredo, foi concebido a ele, uma fundamentada no surreal, que tornou tudo tão desinteressante e banal que a graça toda do terror se emancipava.

Bom, de 1 à 5 estrelas, "A Entidade", receberia 3.

1 comentários:

Sw e Su disse...

Oi, Mateus.
Olha, parece mesmo assustador e bom de suspense. Já assisti bastante assim, mas acho q perdi a coragem agora hehehe. Fico só com o suspense.
Bjos
Suellen
Bem pra Mente

Postar um comentário